Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

alfacinha

alfacinha

14.03.18

Ser mãe #7 - A palpitação aconchegante

mariana
Ser mãe é sentir aconchego em os ter por perto, saber que neles mora o incerto mais que certo, amor que sibila como o vento. É o aconchego sentido em cada pingo de chuva que cai lá fora, no primeiro gole de um café com leite quente ou no frio que se faz calor depois de um mergulho no mar.    É encontrar em cada vaga de emoções um sem número de explicações para o significado do verbo amar.Ser mãe é para lá de gerar vida, é sobretudo gerir vidas. Vai-se esculpindo no dia a (...)
29.09.17

Um mês em fotografia - Agosto

mariana
Com a chegada do Outono, despedimos-nos do verão e não há nada melhor para o fazer do que um best of do mês de Agosto em fotografia.O nosso querido mês de Agosto foi dividido entre o Oeste e o Algarve, mas foi sobretudo dedicado a aproveitar a estadia do Francisco. Foi também a inauguração da vida balnear do Manel, que passou de odiar a praia a amar água, areia, baldes e afins. O medo do mar é pouco ou nenhum, o que deixa o meu coração de mãe a palpitar sem parar. Nesta fase (...)
22.08.17

Um mês em fotografia - Julho

mariana
Julho já lá vai e Agosto está quase a ir embora. Julho foi um mês cheio de trabalho (e ainda bem): os workshops de costura no Atelier da Tufi ; algumas encomendas e o delinear de novos projectos. Pelo meio, deu para descansar e passar uns dias de férias com o meu pai. Contámos com a vinda do meu irmão e da minha cunhada que vieram passar um merecido mês de férias ao nosso cantinho cheio de sol e de mar. O Manel adora os (...)
21.08.17

Instantaneamente #7 - A nossa praia

mariana
Gosto de pensar que a vida é feita de grãos de areia díspares e especiais. Grãos de areia que transformam o minúsculo no enorme, o enorme em majestoso. Acredito que todas as partículas da nossa vida têm na essência a bruta simetria que o mundo nos oferece.Quis o mundo que esta praia, no oeste do nosso país, fosse a praia da minha infância. Da infância saltou para a adolescência, da adolescência oscilou para a idade adulta. É uma praia incerta, tem tanto de bonita como de (...)
17.07.17

Um mês em fotografia - Junho

mariana
Já vamos a meio do mês de Julho e parece que foi há meio minuto que fiz o resumo fotográfico do mês de Junho.  Passou rápido, como sempre e trouxe montanhas de coisas boas, entre elas o planeamento dos workshops de costura no Atelier da Tufi, algumas encomendas e algum tempo de descanso no Coimbrão.  Na semana passada, realizaram-se os dois primeiros workshops e não podiam ter corrido melhor - não há nada mais (...)
17.07.17

Instantaneamente #6 - A hora LCD

mariana
  A "hora LCD" (lavar/comer/dormir) de hoje já chegou ao fim e não me sinto tão fresca como se tivesse acabado de beber uma Coca-Cola light. Esta hora é o "ver se te avias" de qualquer família e parece que nunca existem mãos a medir. É caótica e faz questionar a sanidade mental de qualquer santidade. É vivida por mães e por pais, a full ou part time, e fazem uma hora equivaler a 24. No fim de dar banho a uma enguia enraivecida, ainda temos que alimentar tigres (...)
24.05.17

Ser mãe #7 - Um filho é uma concha

mariana
Não foste planeado. Foste a surpresa inequívoca pela qual se espera a vida toda. És como uma concha que se encontra à beira-mar, daquelas com um buraquinho por aonde se passa um fio para fazer colares, banais mas tão especiais.  Afinal ser mãe ou pai é a banalidade mais especial de sempre. Quase toda a gente tem filhos, mas cada um os vive dentro da raridade que eles nos fazem sentir.  Cada filho é uma concha, daquelas corriqueiras, mas com o seu próprio e extraordinário (...)
09.02.17

Ser mãe #6 - 5 mudanças e a minha metanoia

mariana
    A chegada de um bebé implica um sem número de mudanças na vida de qualquer pessoa. Algumas dessas mudanças são mais óbvias, outras só acontecem a alguns, outras são tão nossas como o bebé que as trouxe. Durante estes nove meses foram várias as coisas que mudaram na minha vida, algumas serão por um tempo mais ou menos limitado pela idade do Manel e outras ficarão para sempre como parte integrante dela.  Há mudanças que chegam pela necessidade do agora e que, com o (...)
09.01.17

Ser mãe #6 - É o milagre da vida

mariana
Há oito meses que nasceu o Manel, há oito meses que sou mãe. Foram oito meses que passaram a voar: com momentos à velocidade da luz, outros a passo de caracol e outros a velocidade cruzeiro. A maior parte dos dias é vivida num corrupio, mas com uma intensidade brutal.   Há momentos e dias complicados, há dias em que parece que o pouco que fizemos a nada se resumiu. Existem hesitações, preocupações, sono, paciência gasta e perdida, medos e receios. Com o nascer de um bebé (...)
07.12.16

7 meses, dentes e uma ode ao sono

mariana
  Sete meses de bebé Manel, de muitas aventuras, de muito sono e de mais noites sem dormir do que me possa lembrar de alguma vez ter tido.   Nunca na minha vida sonhei que ia ter tantas saudades de dormir uma noite inteira sem interrupções. Às vezes dou por mim a imaginar um banho quente e perfumado, uma cama fofíssima, com múltiplas almofadas, e eu, feliz e contente, a saltar em cima dela como se tivesse dez anos.   No entanto, não me posso queixar porque o Manel não é dos (...)