Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alfacinha

alfacinha

Instantaneamente #8 - Sonhar nas horas frágeis

48ee04cfbb06d9b74612707461868e3d.jpg

 

É difícil gerir tudo. Ser mãe, mulher, filha e outras quantas nomenclaturas às quais nos damos de corpo e alma.

Os sonhos esses, que saem do pelo e do trabalho, caem por vezes no esquecimento. Por cansaço, por ser difícil ou porque parece distante de mais para justificar que vai tudo dar certo no fim. Que o fim não vai ser o fim, mas sim o começo.

Às vezes parece que o trabalho não compensa e as dores de costas convidam-nos a baixar os braços. Afinal, ser forte também nos torna frágeis. Mas, nessas fragilidades há que conquistar espaço de manobra para alcançar o que se deseja. O que nos torna felizes, plenos, cheios. Aquilo que não nos faz esquecer os nossos sonhos

Porque o que não nos faz esquecer de sonhar, torna-nos capazes de lutar.

 

{ Sonhar. Arregaçar as mangas. Lutar. Ser feliz. }

 

 Como de costume podem sempre seguir as nossas aventuras no instagram e no facebook.