Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

alfacinha

alfacinha

Fall Report #3 - Os meus essenciais

Na semana passada, aproveitei a visita semanal da minha madrinha, que ficou a cuidar do Manel e com a ajuda preciosa da Sandra ataquei o meu roupeiro.

Atacar foi mesmo a palavra de ordem, porque o meu roupeiro estava num verdadeiro estado de emergência. Julgo ser um eufemismo simpático compará-lo, pela desordem, com a feira de carcavelos, porque não se lhe via o fundo e juro que quase parecia que, a qualquer instante, iria sair um rato do meio da montanha de roupa que o "habitava". Pusemos mãos à obra e despejámos o conteúdo todo para cima da minha cama. Depois foi o trabalho de analisar cada peça de roupa e organizá-la seguindo o sistema dos três montes: ficar, dar ou deitar fora.

Sou sentimental no que toca a roupa e se houver uma peça que amo de paixão é me difícil deixá-la partir. Uso as coisas até à última e acredito que é assim que deve ser, mas quando me meto em arrumações sou bastante decidida no que toca a “dar destino” à roupa que já não uso. Quando começámos confesso que julguei que nunca mais íamos sair do meu quarto, contudo demorámos apenas duas horas a separar a roupa e a deixar o meu roupeiro num estado apresentável. Terminada a sessão de limpeza foi fácil de perceber o que é que tinha em falta e qual seria a base do meu novo guarda-roupa.

As minhas malhas estavam muito gastas, sendo que, para além de já não se fazerem malhas como antigamente (pareço uma velha a falar, mas é a mais pura das verdades), no ano passado não as renovei por estar grávida. No entanto, não tinha a mínima noção da falta que me faziam. Havia outras tantas peças, como calças e umas boas sabrinas, que já tinha substituído por saber que me faziam falta.

Fica-me a faltar uma peça mais “especial” para um jantar ou uma saída à noite, um par de vestidos, um sobretudo camel ou preto e talvez umas "partes de cima", por agora ainda por definir. A minha ideia é a de que o meu guarda-roupa "cápsula" seja dinâmico e versátil, que me permita andar sempre impecável com o mínimo de esforço possível, não deixando de ser vibrante e agradável à vista.

Com base nisto, foi relativamente fácil fazer uma lista daquilo que julgo ser fundamental no meu guarda-roupa. Para mim, estas peças são essenciais e funcionam como charneira para múltiplos looks, sendo que se podem conjugar de mil e uma formas, adaptando-se a qualquer ocasião.

 

Os meus essenciais:

 

1 - Camisa Branca

Da mais clássica à mais irreverente é para mim uma peça super versátil. Julgo que nunca são mesmo de mais, sendo a meu ver essencial ter pelo menos duas. Uma mais clássica para um contexto mais formal e uma mais casual - sou fã de modelos oversized ou assimétricos. A camisa branca é das minhas bases de eleição, tanto para um look de trabalho como para o fim-de-semana ou até mesmo para uma saída à noite. Julgo que também é um bom investimento ter uma de seda, perfeita para dar um toque de sofisticação a qualquer conjunto.

 

camisa bb.jpg

camisa brnca trabalho (1).jpg

 

2 - Jeans de cintura alta

Apesar de estarem na moda, vieram para ficar no meu roupeiro em definitivo! Estou rendida à elegância e ao conforto que trazem - sinto-me aconchegada e confortável. Os jeans de cintura alta esculpem a figura feminina de uma forma sublime, sendo por isso uma das peças de eleição do meu guarda-roupa. Existem, no entanto, cuidados a ter e não se pretende que fiquem demasiadamente apertados ou que marquem a figura aonde não se pretende que o façam.

 

calças.jpg

jeans cintura alta.jpg

 

3 - Malhas básicas, de boa qualidade

Estava a precisar, com urgência, de boas malhas, sobretudo nas cores mais básicas. Quando falo de cores básicas, falos dos neutros: o camel, o azul escuro, o cinza, o preto, o bordeaux ou o verde-garrafa. Obviamente não é necessário ter estas cores todas, mas estas são a meu ver as cores a escolher quando queremos investir em peças de maior qualidade. De momento investi em duas, 100% cashmere, uma camel de meia-gola e uma antracite de gola redonda.

 

DSC00302 (2).JPG

 

4 - Um sobretudo

Aplica-se a um bom sobretudo a mesma teoria que a um little black dress. Um bom sobretudo é capaz de fazer maravilhas pela figura e nunca compromete. É um ótimo agasalho para dias mais frios, pode ser sobreposto a um blazer ou a um casaco de cabedal e sendo utilizado com peças mais casual cria um contraste interessante. É a meu ver, tal como um bom blazer, uma daquelas peças de roupa que dá logo um lift ao resto do look. Neste departamento, falta-me adquirir um camel ou preto, tenho que me decidir e aproveitar os saldos de inverno.

 

camel tenis.jpg

blh.jpg

 

5 - Vestido de malha

Um vestido em malha, em jersey de algodão ou lã, mais ou menos estruturado, é uma das minhas peças preferidas para outono / inverno. Fica perfeito com umas botas altas, com mocassins mais masculinos ou com ténis. Pode ser usado sozinho, com uma camisa, com uma malha (no caso de ser de jersey de algodão), com um sobretudo ou biker jacket. As possibilidades são infindáveis...

 

vestido tijolo.jpg

malha vestido.jpg

 

Há que notar que nestes essenciais não incluí sapatos, malas e outros complementos que considero indispensáveis. No próximo fall report falarei destes acessórios, que permitem brincar com tudo o resto, dando vivacidade e tornando um look verdadeiramente único. E para vocês quais são os essenciais desta estação?

 

Todas as imagens, à exceção da das malhas, foram retiradas do pinterest.

 

Como de costume podem sempre seguir as nossas aventuras no instagram e no facebook.