Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alfacinha

alfacinha

Fall Report #2 - Organização

No que diz respeito ao guarda-roupa feminino é necessário haver algum bom senso - não é preciso ter muita roupa, mas também deve haver alguma variedade. Não é preciso não comprar,mas deve-se aprender a valorizar o que temos e apreciar cada compra feita. Ser mãe, entre outras coisas, fez-me perceber que a quantidade de roupa que tenho não me ajuda em nada. Antes pelo contrário ter roupa a mais, para além de ser desnecessário e pouco ecológico, é muito pouco prático. A maternidade exige um reajuste no roupeiro exactamente neste sentido, o guarda-roupa precisa de ser funcional e prático.

 

Quando falo em funcional e prático, não quero dizer desleixado e sem graça. Alias nem tem a ver com a quantidade de roupa propriamente dita, tem a ver com o uso que se dá às coisas. Há muitas peças no meu roupeiro que não uso, isso acaba por atrapalhar muito quando chega a altura de me vestir. Obviamente que acontecia o mesmo antes de ser mãe, a diferença é que na altura tinha tempo para perder tempo. Com um bebé pequeno, há palavras que ganham um novo significado: “tempo”,” espaço” e “orçamento”. Esta é a tríade que define a minha nova forma de viver. Não é menos boa, antes pelo contrário é muito melhor, porque para além de ter o Manel dou um valor diferente às coisas.

 

A meu ver é crucial um guarda-roupa que se adapte ao estilo de vida de cada uma de nós. Sejamos ou não mães, penso que todas nós gostamos de nós sentir bonitas sem perder uma eternidade a arranjar-nos. Porque no final de contas, o tempo que se perde vale ouro e acho que ninguém quer passar horas infinitas à caça de alguma coisa para vestir.

 

Com aquilo que vos tinha dito aqui em mente, andei à procura de qual seria a melhor solução em termos de organização. Já tinha ouvido falar no conceito de “capsule wardrobe” ou guarda-roupa cápsula, mas nunca tinha olhado para ele como uma possibilidade para mim. Contudo, aprofundando a pesquisa cheguei à conclusão que é a solução perfeita para esta nova etapa.

 

Do que é que se trata então o“capsule wardrobe” ou guarda-roupa cápsula?

 

Este conceito consiste em criar um guarda-roupa com aquilo que é estritamente necessário. Não quer dizer que se ande de hábito e sandálias como um frade franciscano, nem tão pouco que o guarda-roupa seja resumido a um número determinado de peças. Apesar de haver versões mais puristas do conceito, a ideia base é construir um roupeiro com peças que gostemos realmente; preferir mais qualidade e evitar compras por impulso; ter um roupeiro que seja harmonioso e permita vestir a mesma peça de diferentes formas; abraçar a política do “less is more” e criar um guarda-roupa único e fiel àquilo que somos.

 

Com isto em mente, comecei por criar uma “mood board” para me inspirar na criação do meu guarda-roupa cápsula - podem ver algumas das imagens no fall report #1. Agora é altura de “tirar uma tarde” para pôr de parte aquilo que não se enquadra na minha visão, ver aquilo que pode ser aproveitado e agarrar-me àquelas peças que amo de paixão. A partir daí é construir um “capsule wardrobe” com base naquilo que ficou, utilizando a “mood board” para criar algo único e à minha imagem.

 

Deixo-vos mais algumas imagens da minha “mood board” . Já sabem que com o decorrer das semanas, vou partilhar o processo até chegar ao guarda-roupa final assim como dicas e truques para organizar roupa.

a1766796695acd8b8e1e9d5d61be7af9.jpg

8594a094e47d8566cf531d33c9ee56c8.jpg

234703c0c4c518cf88760ef2d75b1c32.jpg

259cf6dd89008101ace590526452742d.jpg

e91c857d01b7cb1fd2364603c68b5f5e.jpg

e60281ab2f8014c72b6974ad8ac3e545.jpg

2cf6db5c61f0fccef755d4080d5e6d84.jpg

df399139cc0c7fc377cbbd3b7fe4dc5a.jpg

E vocês já escolheram um método para organizar o vosso roupeiro?

As imagens presentes no post foram retiradas do pinterest.

 

Como de costume podem sempre seguir as nossas aventuras no instagram e no facebook.

2 comentários

Comentar post