Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

alfacinha

alfacinha

Como pintar um quarto? - D.I.Y

Quando pensamos na vinda de um bebé pensamos em muitas coisas, nomeadamente em quartos e remodelações. 

Há quem comece a montar o quarto assim que sabe que está à espera de bebé, outros fazem-no durante a gravidez quando já está tudo mais encaminhado e há quem espere até à hora do bebé ir para lá dormir sozinho. 

No nosso caso, optamos pela última hipótese , porque o quarto do Manel era a sala na qual jantávamos todos os dias, pelo que tivemos que reestruturar algumas coisas cá por casa antes de se fazer a mudança. 

Outra coisa que nos vem à cabeça quando pensamos em quartos de bebé é a pintura e  outras bricolages, será que fazemos nós ou recorremos a profissionais? 

Afinal é algo que, à partida, parece uma tarefa relativamente fácil. Cá por casa optámos por ser nós a pintar o quarto do Manel e, apesar de ter sido relativamente simples, pintar uma divisão é algo que requer alguns cuidados. 

Escolhemos não recorrer a um pintor porque era uma divisão pequena e não eram necessárias outras obras adicionais, ou seja, era só pintar o tecto e as paredes para dar uma cara nova ao quarto. Para além disso, conseguimos poupar algum dinheiro de mão-de-obra. Não pintámos as madeiras porque estavam em condições razoáveis e tal implicaria tempo e trabalho extra, por isso deixamos essa tarefa para o verão. 

No entanto, as pinturas domésticas podem ser cansativas e só aconselho que o façam se se sentirem à vontade para tal e tiverem disponibilidade. Confesso que apenas dei umas pinceladas, porque quem fez a maior parte do trabalho foi o Francisco e o meu pai, mas aprendi alguns truques que achei interessante partilhar com vocês, até porque não se aplicam apenas a quarto de bebé, podem ser utilizados na pintura de qualquer tipo de divisão. 

O resultado final foi o esperado, uma divisão pintada de fresco pronta a ser habitada pelo petiz cá de casa. 

Escolhemos uma cor semelhante ao resto da casa, o pastel da robbialac porque quisemos manter uma base neutra. 

No entanto, ainda consideramos um azul água muito translúcido. Para além de ter sido uma tarefa de perícia, foi sobretudo uma tarefa de amor por parte do pai e do avô. 

A decoração ficou ao meu cargo, mas ainda não está totalmente acabada. Contudo, espero falar-vos dela em breve. 

Por enquanto, deixo-vos os truques preciosos que utilizámos para assegurar que não borrávamos a pintura. Espero que vos seja útil e que se aventurem numa sessão de pintura caseira.

 

IMG_5391.JPG

Como pintar um quarto? - D.I.Y

 

Materiais/Aviamentos:

 

- Tinta para o tecto 

- Tinta para as paredes

- Rolo Grande (1 ou 2)

- Cabo para Rolo

- Pincéis (nº3 e nº4)

- Fita Adesiva de Papel

- Lençóis/Panos velhos ou Plástico para cobrir o chão

- Betume em pasta para reparar buracos/fendas

- Lixa fininha

 

Notas: Não se esqueça de lavar o rolo entre de mãos, para que a tinta não fique agarrada ao rolo e impossibilite o resto das pinturas. Lave o rolo e deixe-o secar antes de voltar a pintar. Dá jeito ter à mão outro rolo para substituir o primeiro enquanto este seca. Desta forma as pinturas são mais rápidas e pode-se ir alternando os rolos à medida que estão secos. 

Pintar não é difícil, mas requer muita paciência e alguma força. Enquanto passam o rolo, devem fazer alguma pressão para que a tinta agarre bem à parede, tal requer alguma força e jeito. No entanto, é uma tarefa que podem fazer vocês, basta algum engenho e dedicação! 

 
Como fazer:

 

Passo 1 

 

A primeira coisa que deve fazer é calcular a quantidade de tinta que vai precisar, para tal deve medir a divisão que vai pintar e depois é só perguntar na loja de tintas/bricolage que quantidade de tinta vai ser necessária. Deve medir os lados da divisão, assim com a altura da mesma. Por exemplo, a área do quarto do Manel é : 4 M X 2 M = 8 m2 e tem um pé direito (altura) de mais ou menos 3,2 M. No nosso caso, compramos uma lata de cinco litros para a pintura das paredes e duas latas pequenas de tinta branca para o tecto sendo que nos sobrou tanto tinta das paredes como de tecto. 
 

Passo 2 

  

Retire toda a mobília da divisão que vai pintar. Se forem pintar madeiras, este é o momento para as lixar. Não se esqueçam de limpar o pó antes de iniciar os outros trabalhos. Também sugiro que limpem o tecto com uma vassoura limpa-tectos ,assim como rodapés e outros cantos aonde o pó se possa ter acumulado. 

  

Passo 3 

  

Forre o chão com um plástico próprio (compra-se em superfícies como a Leroy Merlin ou Aki) ou com tecidos/lençóis velhos. Nós optámos pelos dois: tínhamos tecidos velhos de pinturas anteriores guardados e o plástico rasgava-se com alguma facilidade pelo que achámos melhor também tapar com os panos velhos.  

  

Passo 4 

  

Com fita adesiva de papel isole o contorno das portas, das janelas e rodapés. Tape possíveis buracos de pregos ou fendas com betume em pasta (existe em bisnagas já feito) e deixe secar bem de acordo com as instruções do fabricante. Quando estiver seca passe uma lixa fininha para uniformizar a parede.

 

DSC01610 (1).JPG

DSC01612.JPG

DSC01615.JPG

 

Passo 5 

 

Comece por vestir roupa velha ou alguma coisa que não se importe de estragar, se desejar também pode utilizar uns fatos macacos descartáveis que se vendem em lojas de bricolage.  
 

Passo 6 

 

Comece por pintar o tecto, para tal abra a lata da tinta e mexa bem com um pau que chegue ao fundo da lata, garantindo que a tinta fica bem misturada. 

Os tectos cá de casa são ligeiramente arredondados, pelo que foi necessário pintar essa parte a pincel (nº4) porque o rolo não chegava lá bem. Se tiverem tectos semelhantes recomendo que o façam antes de pintar a superfície "direita" do tecto, tal também se aplica ao remate entre o tecto e as paredes (pincel nº 3).

Deite a tinta num tabuleiro próprio e passe um rolo grande preso ao respectivo cabo pela tinta. Cubra o rolo com tinta e passe-o várias vezes pela "rampinha" do tabuleiro para que o mesmo não fique com excesso de tinta. 

Para pintar o tecto, sugiro que o "divida"  mentalmente em quatro, isto é, comece por pintar um quarto e vá pintando os outros no sentido do ponteiro dos relógios. Depois de ter pintado toda a superfície, verifique que a pintura está uniforme e deixe secar a primeira de mão por cerca de quatro horas. Ao fim de quatro horas, dê a segunda de mão de tinta.  

 

Passo 7 

 

Depois de ter pintado o tecto pinte as paredes da divisão. Comece por fazer os contornos das paredes com o pincel, ou seja, passe o pincel pelos cantos e pelas divisões entre o tecto e os rodapés, assim como pelo locais aonde o rolo não consegue chegar com facilidade. 
 

Assim que tiver feito os contornos a pincel, pinte as paredes seguindo a mesma lógica. Deite a tinta num tabuleiro próprio e passe um rolo grande preso ao respectivo cabo pela tinta. Cubra o rolo com tinta e passe-o várias vezes pela "rampinha" do tabuleiro para que o mesmo não fique com excesso de tinta. "Divida" mentalmente a parede em quatro, de forma a garantir que não pinta duas vezes o mesmo pedaço de parede e que não se "perde" na pintura. Comece por pintar um quarto da parede e siga pintando os outros guiando-se pelo sentido do ponteiro dos relógios. Depois de ter pintado todas as paredes, deixe secar por quatro horas. Quando as paredes estiverem secas dê a segunda de mão de tinta e no final certifique-se que a pintura está uniforme e sem manchas. Se tal ocorrer, basta passar o rolo nos locais onde é necessário um pouco mais de tinta. 

 

Passo 8 

 

Deixe secar bem a divisão antes de a voltar a habitar , abra as janelas para arejar bem e para que o cheiro da tinta vá saindo aos poucos. Lave os materiais e guarde-os para futuras pinturas! 

Nós mudamos o Manel dois/três dias depois de termos terminado as pinturas, sendo que hoje em dia as tintas têm muito menos cheiro, mas mesmo assim ainda paira no ar um travo a tinta durante alguns dias. 

Se pintarem as madeiras tenham o cuidado de isolar bem o contorno entre as mesmas e as paredes, sendo que as tintas a óleo para madeiras são geralmente mais difíceis de retirar.  

 

Passo 9 

 

A divisão está pronta a habitar, encham-na de sonhos e de magia! Lembrem-se que não há melhor pintura do que a que é feita com alegria e dedicação!  

 

Deixo-vos uma pequena amostra do resultado final, sendo que ainda faltam muitos pormenores decorativos. Optámos por colocar estes quadrados em espuma, de forma a aparar as quedas próprias da idade de quem está a aprender a andar. Não os amo de paixão, acho-os muito coloridos para o meu gosto, mas são para o bem do Manel por isso tive que arranjar uma forma de os inserir na decoração do quarto. Num post futuro, falarei-vos disso e também dos detalhes da decoração assim como do resultado final do quarto do pestinha!

 

 O antes

IMG_5393 (1).JPG

O depois

IMG_5396.JPG

IMG_5395.JPG 

DSC02198.JPG

 

Como de costume podem sempre seguir as nossas aventuras no instagram e no facebook. 

  

7 comentários

Comentar post